Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos De Todos Os Tipos E Feitios

A teoria dos vegetais e afins

Começou por ser o pêssego e a maçã, nos Ultra Suave da Garnier (shampoos) depois, virou moda enfiar cenas esquisitas em diversos produtos..

Primeiro foi o aloe vera, começou por ser um cacto das mistelas curandeiras lá da terra, até que começou a aparecer em fraldas, pensos higiénicos e depois foi para os shapoos, cremes, máscaras capilares e afins.

Depois foi a azeitona, que começou por servir para fazer azeite, e depois apareceu em cremes como oliva (põe a palavra em espanhol para dar estilo, deve ser..)

E isto aconteceu com resmas de coisas, bambu em lacas, caviar no creme para as rugas..

E agora é a fibra. Primeiro no pão de mistura, ah e tal, tem um problemazinho de trânsito intestinal? Tome lá pão me mistura que a fibra resolve o problema. Depois foi para os iogurtes, sente-se inchada? Fibra no assunto. Depois foi para os cereais, até o chocapic que é forte em chocolate já tem fibra para compensar possíveis consequências do excesso de chocolate.

Agora que já não conseguiam arranjar mais sítios onde por fibra, (ia espicaçar mais este assunto, mas é melhor não, porque pode começar a deitar mau cheiro..) foram pô-la nas linhas telefónicas, ou na internet ou lá o que foi, que os meus conhecimentos nesse âmbito não me permitem precisar exactamente onde é que eles foram meter a fibra, mas lá que a meteram, meteram! Ou pelo menos é o que andam para aí a dizer aos 7 ventos..

Este é o futuro: pensar na lentidão da internet, como trânsito intestinal lento. Se começarem a pensar de forma semelhante a esta, acho que encontraremos a solução para muitos dos nossos problemas, incluindo o tempo de cosedura das batatas.

5 comentários

Comentar post