Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos De Todos Os Tipos E Feitios

Obras de Requalificação das Escolas Secundárias: Uma aventura nas casas de banho

Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência…ou não

 

Preparem-se os claustrofóbicos para momentos tormentosos e de aflição quando se dirigirem às instalação sanitárias móveis “estacionadas” na zona de obras das várias escolas secundárias ao longo do país, pelo menos, se forem todas iguais.

 

O que em tempos foi considerado como um momento de alívio, agora é um momento de desespero. Imagine-se que o “cubículo” onde se encontra a sanita não tem mais de 1,20x0,60m no total, adiciona-se a sanita, o caixote do lixo, o “dispensador” de papel higiénico (sem papel higiénico) e tem-se a situação. O espaço até era capaz de ser suficiente, não fosse o facto de se ter de adicionar uma pessoa à equação. É aqui que a referida situação se torna critica, ora, ir à casa de banho, fechar a porta e por pouco não levar com ela no nariz, é, no mínimo, problemático… e, como é lógico, se em pé quase levas com a porta no nariz, então quando te sentas na referida sanita, deparas-te com um problema: não tens espaço suficiente para as tuas perna, assim restam-te duas opções: ou abres a porta (o que me parece uma opção pouco viável…mas quem sou eu? ou sentas-te na diagonal.

E pronto é o que se tem…e pensa-se que é só temporário, mas depois vêem-se as casas de banho novas do edifício e repara-se que cada casa de banho das rapariga só tem 3 cubículos, um dos quais para cadeiras de rodas, e que os restantes dois não são muito maiores que os das casas de banho movéis…mas ao menos nestes há espaço para as pernas, menos mau…

Ora, isto leva-me a questionar onde é que as mentes brilhantes que desenharam as casas de banho esperam que os claustrofóbicos façam as suas necessidades?? ao ar livre?

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.